MAR4PAIN

Novo analgésico para tratamento da dor crónica com origem no mar português

Código do Projecto | ALG-01-0247-FEDER-011079
Objectivo Principal | Reforçar a investigação, o desenvolvimento tecnológico e a inovação
Área de Intervenção | Algarve e Lisboa
Entidade Beneficiária | Sea4Us - Biotecnologia e Recursos Marinhos, Lda.

Data de Aprovação | 25-05-2016
Data de Início | 01-04-2016
Data de Fim | 31-03-2018
Custo Total Elegível | 506.850,02€
Apoio Financeiro da União Europeia | 353.071,75€

Objectivos, Actividades e Resultados Esperados / Obtidos | O principal objetivo do projeto Mar4Pain é o desenvolvimento de novos fármacos através da investigação e utilização de novos compostos marinhos para fins biotecnológicos. Tem especial ênfase na dor crónica moderada a severa, abordando a modulação da atividade de canais iónicos em neurónios de gânglios da raiz dorsal de pequeno diâmetro. Isto reduzirá a perceção da dor, atuando sobre os neurónios condutores da dor, longe do cérebro, o que diminuirá consideravelmente os efeitos secundários das terapêuticas habituais (por exemplo, opióides). Os moduladores da atividade dos canais iónicos consistem em novas moléculas de animais sésseis marinhos da região costeira portuguesa, que foram descobertos através de investigação anterior da Sea4Us. A expansão da nossa biblioteca de extratos/compostos marinhos, identificação de moléculas bioativas, testes de eficácia e de toxicidade não-clínicos, e registo de propriedade industrial, são todos objetivos específicos do projeto Mar4Pain, que tem uma duração de 2 anos. Para além da alocação de uma equipa da Sea4Us com fortes competências na área do projeto, este tem também a contribuição de investigadores de outras entidades especializadas em I&D. O Mar4Pain está estruturado nas seguintes atividades:
- Produção de extratos marinhos / matéria-prima;
- Ensaios de triagem e bioatividade analgésica em modelos representativos de dor crónica;
- Estudo químico bio-guiado dos extratos marinhos produzidos para identificação dos princípios ativos;
- Estudos pré-clínicos de prova de conceito em modelos animais de dor crónica;
- Escrita e submissão da patente relativa à estrutura química e à bioatividade do composto líder;
- Promoção e divulgação de resultados;
- Gestão do projeto.

Os objetivos do projeto são:
- Expansão da biblioteca de compostos;
- Determinação da estrutura química do composto mais adequado para o tratamento da dor crónica;
- Determinação da viabilidade do composto como molécula terapêutica com características químicas de fármaco;
- Confirmação da bioatividade e níveis de toxicidade da molécula isolada;
- Obtenção da fórmula química da molécula com bioatividade analgésica;
- Determinação do melhor método de administração do fármaco;
- Determinação dos modelos PK/PD;
- Provas de conceito de toxicidade e eficácia;
- Estudo Freedom to Operate (FTO);
- Submissão das patentes nacional e internacional da molécula de origem marinha com atividade analgésica;
- Divulgação ampla de resultados através de comunicações em conferências, seminários, workshops e publicações em revistas internacionais, e desenvolvimento de um microsite;
- Melhoria da gestão da investigação, desenvolvimento e inovação da empresa, através da implementação da norma IDI – NP 4457.

O progresso do projeto Mar4Pain está indicado na figura abaixo, com indicação de algumas atividades e objetivos.